Aceitamos todos os cartões

PLANTÃO 24HS - RIO E GRANDE RIO

Como Controlar Cupins

Serviço especializado em Descupinização no Rio de Janeiro.

 

Efetuar uma descupinização é essencial visto que estes seres são altamente destrutivos e prejudiciais aos imóveis.

Aplicar métodos de controle contra cupins exige planejamento e precisão para que os ninhos possam ser eliminados.

Invasões de cupins nos imóveis podem vir a ocorrer a qualquer momento sem aviso prévio. Manter-se protegido por meio de serviços profissionais é a melhor forma de evitar os prejuízos que essas pragas causam. Todavia, somente uma empresa qualificada pode vir a aplicar os produtos necessários para essa prevenção.

Como existem duas espécies diferentes no Brasil, cada uma delas exige métodos para serem combatidos.

Como Controlar Cupins

Controle de cupins de madeira seca.

Retirada da peça de madeira.

Devido a biologia dessa espécie que limita sua invasão à peça de madeira, deve-se antes de tudo observar as peças infestadas. Uma vez que esses seres dependem da madeira para se proliferar e alimentar, esse item torna-se o alvo principal da descupinização.

Por meio da remoção da madeira se dá início ao processo de descupinização, visto que isso retira sua fonte de sobrevivência. Feito isso, é essencial utilizar outros métodos no espaço, como a fumigação, para evitar possíveis ovos.

A nova peça inserida deve ser protegida e tratada por meio de produtos específicos que impeçam uma nova infestação.

Tratamento direto contra cupins.

Por meio de cupinicidas injetados nas peças é possível atingir diretamente as galerias do cupinzeiro. Os buracos feitos para a aplicação do produto devem ser fechados para garantir sua eficácia e evitar a saída das pragas.

As soluções desses produtos utilizam querosene no intuito de não criar um ambiente úmido na madeira.

Outras alternativas para controle de cupins

Sendo alternativas ainda não muito utilizadas, o tratamento térmico visa superaquecer ou resfriar a peça de madeira. Ambas práticas são eficazes para eliminar os cupins e devem ser feitas por um grande período de tempo. Enquanto para aquecê-las é preciso expor a peça à 60°C ou 66°C por mais de uma hora, seu resfriamento à 10°C dura dias.

Uma outra tecnologia alternativa de controle de cupins de madeira seca é o tratamento por descargas elétricas.

Esse procedimento permite que a corrente elétrica penetre na madeira e circule pelas galerias e ninhos de cupins de madeira seca. Assim, é possível atingir esses insetos através de choques elétricos.

Controle de cupim subterrâneo

Diferente dos cupins de madeira seca, esses seres possuem capacidade de sair dos ninhos criados no solo ou próximos a esse. O único fator que é essencial para essa espécie é uma fonte de umidade, o que facilita a aplicação de tratamentos. Ao eliminar pontos de contato da madeira com o solo ou objetos atacados, é possível controlá-los

Como Controlar Cupins

Alterações na superfície.

Essas medidas são as que visam reduzir o problema por meio de alterações na estrutura do local. Há diferentes procedimentos que podem ser realizados, tais como:

1. correção de pontos de umidade e vãos estruturais que facilitam sua sobrevivência e expansão contínua.
2. instalação de barreiras mecânicas (como chapas metálicas), para impedir a entrada de cupins nos locais.
3. remoção de entulhos de celulose, corrigindo-se problemas de vazamento nas tubulações hidráulicas, paredes com problema de impermeabilização, pontos de acúmulo de água no terreno.
4. construção de portas de acesso a caixões perdidos em edifícios, porões, telhados de casas e caixas elétricas.

Tratamento de solo ou Barreira química

A barreira química nada mais é do que o tratamento do solo imediatamente adjacente à estrutura. Seu objetivo é evitar que o cupim encontre frestas de acesso à mesma, havendo necessidade de se tratar mais de um local. Essas barreiras devem ser colocadas tanto o solo abaixo da estrutura quanto ao solo ao seu redor.

As intervenções necessárias para este tratamento envolvem um trabalho intensivo, apresentando muitas vezes necessidade de se furar os pisos e paredes.

Desta maneira, as melhores oportunidades para se tratar cupins aparecem durante as reformas de imóveis. Outra oportunidade a ser considerada é o tratamento do solo durante a construção do imóvel, prevenindo-se assim futuros ataques.

Aplicações no exterior da estrutura contra cupins

Quando o acesso ao solo é fácil, pode se fazer uma valeta para o tratamento do exterior da estrutura. Este método envolve cavar uma valeta ao longo do perímetro externo da fundação e então aplicar a solução cupinicida.

O solo é recolocado na valeta a medida em que é colocado o cupinicida, de modo a ser igualmente tratado.

A valeta deve ser cavada em um ângulo tal que forme uma cunha contra a fundação. Desta maneira, a solução cupinicida tenderá a se depositar próximo à estrutura e não longe dela. A valeta deve ser cavada tão profundamente o possível para atingir o topo da sapata. Em alguns casos, pode ser interessante que a valeta seja preenchida com um pouco mais de terra tratada. Assim é possível evitar que haja acúmulo de água próximo ao perímetro externo da estrutura.

Como Controlar Cupins

O uso de valetas é limitado à fundações com uma profundidade de no máximo 45 centímetros.

Fundações mais profundas exigem que se injete o produto no solo para que ele possa penetrar em todo o perfil a ser tratado. Esta técnica envolve a colocação do produto, sob pressão, através da superfície do solo, com um equipamento injetor direcionado ao topo da sapata.

Sempre quando possível, a valeta deve ser usada em conjunto com a injeção de solo. A valeta ajuda a evitar que a calda aplicada saia da área tratada. O injetor deve ser inserido cerca de 15 centímetros de distância da estrutura. Assim forma-se um pequeno ângulo com o solo de modo a se aproximar da fundação.

Este procedimento, assim como o ângulo da valeta, assegura que o produto aplicado se mantenha próximo à estrutura. O produto deve ser injetado a intervalos de 30 centímetros no solo, de maneira a formar uma barreira contínua. Como no método da valeta, o solo retirado do local deve ser tratado com a solução cupinicida quando recolocado.

Aplicações no interior da estrutura

Para se atingir o outro lado da fundação, é necessário tratar o solo abaixo da estrutura. Injetar o produto pelo piso de cimento no interior da estrutura, só é possível com o estabelecimento de furos verticais. Estes pequenos furos são feitos através do cimento próximos às paredes.

O tratamento apropriado de estruturas de cimento envolve a aplicação da solução cupinicida. Esses devem ser feitos em áreas onde os cupins podem entrar na estrutura através do cimento. Tais como juntas de expansão, falhas no cimento, encanamentos de água e instalações elétricas.

Nestes casos, as perfurações são usualmente feitas de 30 a 45 centímetros de distância uma das outras. Dependendo do tipo de solo e grau de compactação e a cerca de 7 centímetros das paredes estruturais.

O tratamento do interior de construções com estrutura de cimento envolve riscos específicos. Isso ocorre por causa da presença de encanamentos que podem atravessar o piso, sejam eles gás, água ou até mesmo elétricas.

Devido aos riscos inerentes ao tratamento, o controle de cupins subterrâneos exige obrigatoriamente a contratação de uma empresa especializada. Não obstante, todos os cupinicidas registrados para este fim são de uso profissional, podendo apenas serem manipulados por empresas especializadas.

Como Controlar Cupins
Dedetizadora no Rio de Janeiro

PLANTÃO 24HS - RIO E GRANDE RIO

Aceitamos todos os cartões

 

© AG Inset Dedetizadora LTDA
CNPJ: 08.717.009/0001-20